Vieira da Silva ministro da Economia esteve no Ameal na inauguração da Eurener

Eurener

Vieira da Silva ministro da Economia, esteve no Ameal, Torres Vedras, quando da inauguração da empresa de produção de painéis fotovoltaicos Eurener, das sua afirmações duas merecem especial destaque, e são as que se referem aos dados do desemprego e à criação do já polémico fundo para financiar despedimentos.

Enquanto que no primeiro caso o ministro referiu que, segundo números do IEFP, o desemprego em Portugal caíu em Novembro 0,7% relativamente ao mês anterior (e não em comparação com igual período do ano anterior) situando-se nos 546.926 os inscritos no mesmo IEFP, adiantando que “Os dados resultam de toda a conjuntura difícil, mas confirmam que a situação mais desfavorável foi aquela de há uns tempos atrás do que a de agora”, o que a ser verdade e não uma questão de acertos pontuais, revelaria uma certa tendência de estabilização da economia.

Quanto ao controverso fundo para os despedimentos, que segundo Paulo Portas (PP) e Francisco Louçã (BE) será suportado pelos próprios trabalhadores, o ministro referiu que “Não há aumento da taxa social única”, não explicando, contudo, como será constituído o referido fundo.

guiadooeste

Torres Vedras: Eurener inaugura fábrica painéis fotovoltaicos

Torres Vedras: Eurener inaugura fábrica painéis fotovoltaicos

A multinacional espanhola Eurener inaugura na sexta-feira em Torres Vedras a sua primeira fábrica de produção de painéis fotovoltaicos em Portugal e a terceira no mundo, num investimento de 4,5 milhões de euros.

“É uma fábrica de painéis fotovoltaicos, para gerar energia, que vai iniciar a produção na sexta-feira e não vai parar durante os 365 dias do ano”, afirma à agência Lusa Luís Rodrigues, gerente da empresa Eurener Portugal.

Trata-se de uma das poucas fábricas em Portugal de produção de painéis fotovoltaicos, sendo a que desenvolve a tecnologia de ponta mais avançada desta multinacional espanhola, revela o empresário.
Ler mais deste artigo

%d bloggers like this: